Fé e Caridade

A FÉ É O MOVIMENTO EM DIREÇÃO A DEUS.

São as nossas ações que imprimem no instante finito e efêmero o caráter da eternidade. Esse é um dos pilares da Onipotência de Deus. E como participaremos dessa eternidade? Ou pelos Méritos Dele, ou pelos vícios nossos.

Toda criação foi gerada para estar em constante movimento.1 

E tudo que move, move-se a um fim predeterminado, como a água da nascente que atinge córregos, cascatas e rios até chegar ao mar. Mas a água do mar jamais se move rumo à nascente, pois na perfeição da Lei Natural, o menor move-se até o maior, o incompleto  para o completo e o imperfeito para o perfeito.

E na perfeição da Lei Divina, esse princípio pode ser identificado no mover do ser humano em direção a Deus, no qual fora criado imagem e semelhança.

O Apóstolo esclareceu este movimento, chamado conversão: ― “Então que diremos? PERMANECEREMOS NO PECADO, porque há abundância da Graça? De modo algum. Nós, que JÁ MORREMOS AO PECADO, como poderíamos ainda viver nele? (Rm. 6.1 e 2)” 

assim, ponde agora os vossos membros a serviço da Justiça, para CHEGAR À SANTIDADE. (Rm 6. 19)”

Ensina Santo Tomás: ― “move–se o menor para o Maior. Quem passa do pecado para Graça, MUDA, pois o erro é incompatível com a Graça, e quem sobe da Graça menor para a Maior alcança a perfeição. Pelo crescimento físico, o homem progride o corpo, e pelo crescimento espiritual se progride ao estado de perfeição em relação ao juízo de Deus.

Sobre a diferença entre santidade e impecabilidade, disserta:

alguém está perfeito, não por praticar atos perfeitos, mas por se obrigar perpetuamente a perfeição, mediante as Causas Dela.” (Suma Q 184, art. 4º Da Perfeição em Geral)

Ditam as Escrituras: — “é Nele que temos a vida, o MOVIMENTO, o ser.” (Atos 17, 28)

A busca pela comunicação plena com a Divindade Maior, está na essência da humanidade criada, e só amando a Deus e ao próximo nos livramos do amor menor, inferior e imperfeito em nós mesmos, o qual nos condenará diante de Deus:

Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles VERÃO A DEUS; (S. Mateus 5, 8)”

Segui a paz com todos, E A SANTIDADE, sem a qual ninguém verá o Deus. (Hebreus 12, 14)”

Ensina ainda Santo Tomás: — “Beatitude2 é o fim último para o qual naturalmente tende a vontade humana. Esta não deve tender para nenhum outro fim, a não ser Deus. (Suma, Q 3 art. 1º  Da Beatitude)”

Buscar a santidade é o sentido da vida ainda existir em nós, mesmo depois do pecado original: — “TENDEI À PERFEIÇÃO, animai-vos, tende um só coração, vivei em paz, e o DEUS de amor e paz ESTARÁ CONVOSCO; (II Cor. 12, 11)”

Deus é a Única Causa do Bem e da Santidade, e assim, é o Único que pode compartilhá-los:3 — “Deus é por essência a beatitude não pela obtenção ou participação em qualquer outra coisa. Já os homens, por participação, são separados, para serem chamados Filhos de Deus. (Aquino, Q art. 3º Suma)”

Cristo em sua morte, deu a todos nós o Dom da Santidade.

O indivíduo renascendo no Batismo, como reflexo de Deus em imagem e semelhança, possui potencialmente a santificação, devendo chegar a ela em concreto, pelo crescimento espiritual mediante a fé.

São as nossas ações que imprimem no instante finito e efêmero o caráter da eternidade.

Esse é um dos pilares da Onipotência de Deus.

E como participaremos dessa eternidade? Ou pelos Méritos Dele, ou pelos vícios nossos.

______________

1. Por uma só oblação ele realizou a perfeição definitiva daqueles que recebem a santificação. (Hebreus 10, 14) “E até oramos por vossa perfeição. (II Cor 13, 9)”

lança uma fonte água doce e amargosa? (S.Tg 3, 11)

2. Boécio (Anícius Torquato Boécio,+525DC) filósofo neoplatônico romano, fervoroso cristão, ensina que a Beatitude é o Estado da Perfeição, quando já se reúne no ser todos os bens necessários a sua salvação. (Suma III De Consul)”

3. Essência é tudo aquilo que é da Natureza de um ser. Deus não é amoroso, DEUS É O AMOR Personificado, posto que o Amor é sua ESSÊNCIA. Já a Participação é uma característica que aderiu em um ser, resultado do compartilhamento de uma outra essência, que acaba por transformar o partícipe em outro ser.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s